Seguidores

segunda-feira, 10 de maio de 2010

À Alma da Mulher




Uma homenagem às mães e às mulheres como um todo.

Nada que constitui um corpo é tão seu sem que antes seja de uma mulher. A biologia demonstra isso quando faz do corpo feminino a origem de todos os outros corpos. Por isso a visão de vida de uma mulher é distinta, diferente do homem. Ela tem a visão do artista, daquele que fabrica a arte e consegue entender que a dor, inclusive a dor, faz conceber em beleza tudo aquilo que de si nasce.

Como que a alma de uma mulher não será repleta de sonhos ou magias, se uma maneira mágica e dolorosa surge de dentro de si olhos novos que passam a ver o mundo porque dela vieram?

A relação da mulher com o pecado original e tudo aquilo que a faz diferente por natureza, se comparada rudez das outras almas loucas que por aqui andam, não pode ser o escárnio de seus destinos, pois isso as santifica e, querendo ou não, o mundo todo sempre amará os santos.

Tentar falar sobre as mulheres e sobre suas demandas naturais é muito difícil. É como se obrigar a falar de auroras antecipadas, ou como tentar sugerir em dias quentes a aurora do verdadeiro inverno, de modo que se para a mulher já é difícil compreender a si mesmo, para quem não é mulher é mais complicado ainda. Só pela imaginação é que chego a certas conclusões como essa que escrevo agora.

O que é certo é que para cada um que vem de uma mulher, surge para o mundo, uma nova fórmula de beleza. Mas é certo que uma mulher, por isso tudo, tem que acreditar muito em si mesma: a natureza não lhe dá outra escolha.

Se pensar que seria uma cadeia odiosa guardar um rebento dentro de si por nove meses, num tipo de exílio supremo, sem nenhum ressentimento de injustiça, graça seja dada, as mulheres são anormais, pois levam tudo para o lado da felicidade.

Não é fácil ser mulher numa época mesquinha como essa. Mas quando as vejo, caminhando, estudando, trabalhando, dormindo ou no salão, ficam tão distantes da seriedade de suas naturezas, que, ao que parece, viajam num por de sol a oeste, nadam num oceano de púrpuras e passam voando por cima de prados e pradarias frondosas. Num tipo de alucinação lírica que parece embotar suas almas.

Quero dizer que é difícil ser mulher e parece que vocês mulheres não se dão conta disso. Pois, se a cada vez que contemplais suas naturezas e os desgastes que vocês têm para dar conta de seus ofícios, mesmo assim, é como que ficassem paradas diante de um universo que lhes exige demais, mas lhes dá muito pouco.

Pode ser o devaneio de uma paixão violenta ou a impetuosidade de seus segredos mil, ninguém ousa, no mundo, saber o que se passa nos recantos mais profundos da alma de uma mulher. É um risco muito grande querer se debandar por essa região, pois, no fundo no fundo, o que tem os outros seres de malvados, no fundo no fundo, toda a mulher está sujeita a uma perversão ou algum tipo de arroubo, basta ser provocada ou magoada.

Sem poder deixar a alegria fugir com as lágrimas, a alma feminina pode chorar sorrindo e suas percepções vão mais longe do que ouvir um eco minúsculo de uma onda muito distante ou de uma canção que ainda nem fora tocada. Isso assusta. È uma distância muito grande de realidades.

Às vezes pareço estar com os olhos vendados, mais do que precisar ter sentido sobre as coisas, é preciso que a porta se abra para que eu possa ver. Nas mulheres não, parecem enxergar por trás da porta.

Sigam assim. São suas naturezas e desprezá-las seria um distúrbio.

Se alguém ousar querer lhes entender que seja autêntico, mas que não queira mudar a magia. Se alguém quiser ser como o vento para querer brincar nas alamedas recurvadas de tua alma e de teu coração, que seja o vento calmo que nem a brisa, que está em todos os espaços, mas que não tira espaço nenhum.

Tantas pétalas, azas de prata, Ícaro ao sol, simplesmente.

Marlon santos

Imagens da web


5 comentários:

  1. Oi Marlon ,gostei da postagem de hoje,á alma da mulher.Está de parabéns de muito bom gosto o modo sutil que define a mulher "Nas mulheres não, parecem enxergar por trás da porta. "

    Parabéns .

    Taís

    ResponderExcluir
  2. Alma de Mulher
    Nada mais contraditório do que ser mulher...
    Mulher que pensa com o coração,
    Age pela emoção e vence pelo amor.
    Que vive milhões de emoções num só dia
    E transmite cada uma delas, num único olhar.
    Que cobra de si a perfeição
    E vive arrumando desculpas
    Para os erros daqueles a quem ama.
    Que hospeda no ventre outras almas,
    Dá a luz e depois fica cega,
    Diante da beleza dos filhos que gerou.
    Que dá as asas, ensina a voar.
    Mas não quer ver partir os pássaros,
    Mesmo sabendo que eles não lhe pertencem.
    Que se enfeita toda e perfuma o leito,
    Ainda que seu amor
    Nem perceba mais tais detalhes.
    Que como uma feiticeira
    Transforma em luz e sorriso
    As dores que sente na alma,
    Só pra ninguém notar.
    E ainda tem que ser forte,
    Pra dar os ombros
    Para quem neles precise chorar.
    Feliz do homem que por um dia
    Souber entender a Alma da Mulher
    Bjsssss

    ResponderExcluir
  3. Mulher menina
    Mulher mãe
    Mulher filha
    Mulher amiga
    Mulher amor
    Mulher magia
    Mulher trabalho
    Mulher competência
    Munher inocência
    Mulher calor
    Mulher felicidade
    Mulher universo
    Mulher amiga
    Mulher capaz
    Mulher encanto
    Mulher sorriso
    Mulher pranto
    Mulher tanto
    Mulher mulher

    ResponderExcluir
  4. Lindíssimo texto,querido Marlon!
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pelo blog, estou adorando e aprendendo muito com tuas postagens. Um excelente domingo!

    ResponderExcluir