Seguidores

terça-feira, 1 de junho de 2010

Lugares que provocam doenças


Não faz muito tempo, nossos antepassados que viviam no interior praticavam Radiestesia, que nada mais é do que sentir ou captar de alguma forma a energia que se despega dos elementos. Esse conhecimento sempre foi de vital importância para quem vivia no interior, tanto que as fontes de água ou lugares onde eram feitos os poços para aquisição da mesma para o consumo, eram encontrados dessa maneira. Usavam uma técnica conhecida como Rabdomancia, que consiste em ter nas mãos uma vara em forma de forquilha. Segurada pelas extremidades e com a ponta para cima, a varinha é impulsionada por micromovimentos a encontrar o solo com a referida ponta, demonstrando assim o local onde está o que se procura.
A realidade era evidenciada pelas descobertas: as águas eram encontradas, objetos perdidos descobertos, radiações eram percebidas, vendavais eram previstos em tempo, etc. O certo é que a energia dos elementos era consideradas e o uso desse conhecimento era de enorme proveito.
Quando as pessoas iam construir uma casa, em especial nas épocas medievas da Europa e ha uns cem anos atrás na América, quando não tinham um Rabdomancista experiente por perto, prestavam atenção no local em que o gado vacum pernoitava, pois a experiência mostrava que no local onde a boiada dormia não haviam emissões radioativas ou nocivas de elementos minerais, astronômicos ou metereológicos. Desse modo, faziam as construções nos locais onde os animais dormiam, sabedores que jamais eles repousariam em um local ermo no sentido energético, vibracional ou radioativo.
Hoje pouco se sabe sobre isso e poucos conhecem essas técnicas. Mas a verdade é que os problemas não deixaram de existir só porque as pessoas não lembram mais deles.
Somos armados naturalmente para reconhecermos essas energias prejudiciais por antecipação. O problema é que não sabemos como usar esses dispositivos. O que nem seria preciso, pois com a tecnologia de hoje, aparelhos de captação podem dar conta da demanda. O certo é que nossas casas, móveis, plantações e tudo, enfim, que fazemos e que envolve terrenos e construções, estão sendo idealizados e materializados sem a análise dessas disposições. O resultado se desdobra em pequenas dores de cabeça, incríveis enxaquecas, tumores, asmas, enfisemas, raquitismos, anorexias, insônias, pressão arterial alterada e tudo o mais.
Uma antiga tática oriental ensina parte de algumas alternativas que podem ser usadas para conter certas energias dentro da casa, mas considerar a energia de todos os elementos para começar uma obra seria providencial. Não basta só cuidar do interior da residência.
Muitos elementos, além de tudo, conseguem armazenar a energia oriunda das pessoas por muito tempo. Desde energias pesarosas até boas energias. Um exemplo disso é a magnetita que pode segurar a energia elementar de uma pessoa por mais de um século.
Dito isso, é preciso lembrar que alguns excessos são cometidos por pessoas muito místicas e absurdamente esotéricas. Tenham cuidado que a maioria nem sabe o que falam.
Antigamente, quando guerras territoriais eram imprimidas, os grandes marechais que detinham o conhecimento sobre Radiestesia deixavam terras e ilhas improdutivas e de energias avariadas para os seus oponentes. Nem faziam questão de se apossar de lugares que não fossem energeticamente propícios e habitáveis. Além do mais, pela mesma razão, sabiam que as comunidades que se instalassem nesses lugares não teriam êxito político e econômico.
Em seguida, na outra semana, publicarei texto que abordará algumas técnicas para poderem ser efetuadas com o intento de resolver problemas dessa natureza.

Marlon Santos

imagens da web

2 comentários:

  1. No século XVIII Bleton, francês da região do Dauphiné pratica a radiestesia sem usar nenhum instrumento, quando ele passa sobre o leito de um rio subterraneo, seu corpo treme, sua respiração se torna ofegante e ele tem a sensação de estar com febre, ele é chamado pela rainha da França,Marie Antoinette,para achar as fontes que abasteceriam o palácio do Trianon (Versailles). A Radiestesia é uma ciência que detecta todos os tipos de manifestações energéticas. É a maneira de detectar, ou melhor, descobrir objetos ocultos, doenças, alimentos e medicamentos adequados, e desgaste de energia no corpo humano, sejam nos setores psíquicos ou físicos. A sintonia entre o operador radiestésico e o objetivo é explicada pelo fenômeno já conhecido da ressonância...

    ResponderExcluir